Pintura em drywall: quais são os cuidados necessários?


O que é forro de PVC e quais são seus benefícios?

As paredes drywall já deixaram de ser vistas como tendência e hoje são consideradas uma realidade na arquitetura pós-moderna. Desde que chegou ao Brasil na década de 1990, a tecnologia só vem ganhando mais adeptos, espalhando-se, assim, em diversos metros quadrados por todo o país.

Porém, há alguns cuidados que devem ser alertados para aqueles que optam por utilizar o material em seu escritório ou residência, principalmente na hora de pintar as paredes.

A primeira coisa a ser feita é avaliar as paredes que serão pintadas, certificando-se de que não há nenhuma irregularidade na superfície antes de começar a pintura. As juntas entre as chapas e os parafusos recebem um tratamento com massa e fitas específicas para deixar a superfície lisa e uniforme, assim como as cabeças dos parafusos. Falhas nesse processo podem causar saliências ou rebaixamentos e atrapalhar todo o trabalho de pintura. Por isso, qualquer irregularidade deve ser corrigida com antecedência.

O segundo passo, considerado o mais importante, é realizar a preparação correta da parede ou forro. O drywall já oferece uma superfície lisa e nivelada, exigindo menos trabalho que o seu equivalente em alvenaria. Mas mesmo assim pode apresentar distinções na cor e na textura. Além disso, o nível de absorção da tintura é diferente entre a superfície do cartão e a massa, aplicada na região das juntas, entre as chapas e as cabeças dos parafusos.

Para corrigir as imperfeições basta aplicar massa corrida látex para interiores, não se esquecendo de verificar se a massa está totalmente seca antes de prosseguir com a obra. Para tanto, basta pressionar a ponta de algum objeto (pode ser a sua própria unha) e observar se vai ser formado algum vinco ou ranhura. Caso isso aconteça, significa que a massa ainda não está seca.

Depois de assegurar a secagem, as áreas tratadas nas juntas e nas cabeças dos parafusos precisam ser lixadas. Isso evita sobras de massa e pequenas irregularidades, nivelando toda a superfície da parede ou forro a ser pintado. O ideal é usar uma lixa grana 150 ou 180, com uma base para mantê-la plana (pode-se utilizar um taco de piso). Mas fique atento: o cartão não deve ser lixado!

Se você deseja um acabamento mais sofisticado, a solução é aplicar mais uma demão de fundo ou massa sobre toda a superfície do drywall. Em seguida, lixe as paredes com uma lixa grana 220 ou 280, sempre com uma base. Depois que essa parte do processo for concluída, é necessário limpar o pó que se acumula na superfície.

Cuidado com a tinta! Além de preparar o drywall da forma correta, também é necessário preparar a tinta. Não se esqueça de agitar todos os produtos antes de usar. Isso deixa a tinta com a textura homogênea, assegurando que o seu conteúdo esteja perfeitamente uniforme na hora da aplicação. Para diluir o produto, observe as especificações de cada fabricante e siga o que estiver recomendado na embalagem.

Para pintar sua parede drywall é importante que se saiba que a pintura obedece a três níveis de qualidade que devem ser escolhidos de acordo com a necessidade de seu ambiente: mínimo, intermediário e superior:

Para o nível mínimo, é feita a aplicação da tinta diluída a 50% como fundo, em duas ou três demãos. Apresenta um bom acabamento com um baixo custo, e pequenas imperfeições são aceitáveis. É ideal para ambientes residenciais e comerciais populares, ou depósitos.

- No nível intermediário, deve ser aplicado primeiro um fundo pigmentado diluído. Depois, duas ou três demãos de tinta standard. O resultado é um acabamento de qualidade, sem imperfeições visíveis, exceto sob a incidência de uma luz intensa e rasante.

- O nível superior não aceita nenhuma imperfeição, mesmo quando submetida à luz forte e análise minuciosa. Além do fundo pigmentado diluído, deve ser feita a aplicação de uma ou duas demãos de massa niveladora. A superfície deve ser lixada pela lixa grana 220/280, com uma base. Só então é aplicada a tinta premium, em duas ou três demãos.

A Officeflex, empresa referência no mercado de paredes e forros brasileiro, atua desde 1988 e hoje dirige seu foco a grandes parcerias com construtoras na instalação de paredes de drywall, forros monolíticos de gesso e forros modulares.

Sempre com ideais sustentáveis, a Officeflex dá suporte a projetos com drywall, colaborando com a reciclagem do material usado. A empresa oferece um diálogo objetivo e profissional com o cliente, atendendo a seus desejos e necessidades, dando auxílio, suporte e tendo disponível todos os componentes para se ter um serviço de drywall completo, tais como chapas, perfis de aços, parafusos, massas fitas e acessórios.

Comentários
0 Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>