Compartimentação horizontal e vertical


Compartimentação-horizontal-e-verticalComo dito antes, um serviço de compartimentação, quando se cria uma parede para deter o avanço do fogo, em caso de incêndios, comporta dois tipos de processo, usualmente utilizados: a compartimentação horizontal e a compartimentação vertical.

Por uma razão de necessidade, o método de compartimentação horizontal é, hoje, o mais utilizado.

Quando dizemos “necessidade”, não estamos desatrelando a importância de se compartimentar ambientes de modo vertical. Apenas, verificamos, como todos, que a quantidade de ambientes construídos de forma vertical, se comparados com ambientes horizontais (como armazéns, por exemplo), é bem maior, o que cria a disparidade de demanda.

De modo inverso, faz-se necessário, portanto, que as compartimentações em ambientes verticais, como edificações, sejam feitas de modo horizontal, em sua maioria, para separar compartimentos, andares, etc…

Agora, como já sabemos que a compartimentação horizontal se destina a impedir que o incêndio se propague, a compartimentação vertical é destinada a impedir o alastramento de incêndios, por entre andares, principalmente, no caso de edifícios altos. A compartimentação vertical deve ser feita de modo que cada pavimento componha um compartimento isolado.Compartimentação-horizontal-e-vertical-2

Caso o prédio não possua uma boa compartimentação vertical, fica mais difícil, por exemplo, para o corpo de bombeiros atuar. As equipes em pavimentos superiores terão pouco tempo para realizar suas tarefas, fazendo-se necessário esforços duplicados, para conter a propagação do fogo.

Quando existe compartimentação vertical e ela é feita de forma correta, a velocidade com que o fogo se espalha é bem reduzida, não comprometendo a segurança das equipes que trabalharem no local.

 

Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *