Como remover mofo do DryWall?


revestimento drywall

O mofo é um dos grandes responsáveis por causar problemas respiratórios e outros problemas de saúde, por isso, é importante removê-lo o mais rápido possível quando detectado.

Dependendo do Drywall aplicado (se possui tinta ou não), o método de remoção pode variar. Em geral, o uso de água e produto de limpeza é capaz de funcionar rapidamente, mas se isso não for possível, o ideal é remover a seção de Drywall afetada, que se tornou muito porosa.

Lembre-se de sempre procurar a ajuda de um profissional para qualquer problema que você não consiga resolver por conta própria. Alguns exemplos são:

  • Mofo preto: Ele é especialmente tóxico;
  • Parte muito grande da parede afetada;
  • Cada úmida;
  • Se algum membro da família sofre de problemas respiratórios;
  • Se o mofo voltar ou se espalhar.

Além disso, use sempre equipamentos de proteção:

  • Máscara descartável: Essencial para se prevenir de respirar muito dos esporos.
  • Óculos de segurança;
  • Luvas de borracha: Para proteger a pele do mofo e dos produtos químicos envolvidos na remoção.

Equipamentos

  • Lona
  • Vaporizador
  • Bicarbonato de sódio
  • Vinagre
  • Detergente
  • Água sanitária
  • Escova ou esponja
  • Ventilador
  • Lápis
  • Faca
  • Aspirador
  • Parafusos de Drywall
  • Chaves de fenda
  • Composto comum
  • Lixa

Drywall com tinta

  1. Para começar, ventile bem o quarto. O cheiro do mofo e dos produtos químicos podem ser prejudiciais se inalados diretamente. Mantenha as portas e janelas abertas e tente ligar um ventilador.

  2. A fim de evitar possíveis danos ao chão ou ao resto da parede, proteja a área circundante e qualquer coisa que você não vá trabalhar diretamente. Remova, por exemplo, móveis e decorações para outro lugar, e se possível, esvazie o cômodo completamente. Cubra o chão com jornal ou lona e fixe com fita, sempre mantendo um pano por perto para limpar algo que seja derramado.

  3. Escolha seu agente de limpeza: Bicarbonato de sódio, vinagre, detergente ou água sanitária. Eles variam de leve a potentes e incluem alternativas naturais, que são ideais para quem possui animais de estimação ou crianças em casa, e alternativas químicas, que são utilizadas para um mofo mais avançado.

  • Bicarbonato de sódio: Combine-o a água, sendo a quantidade de água 5 vezes maior que a de bicarbonato. Ele é o limpador mais seguro e suave disponível para a limpeza de mofo.
  • Vinagre: Use-o puro ou combine em partes iguais com água. Ele é um nível mais forte que o bicarbonato, mas continua sendo uma opção natural.
  • Detergente: Ainda é relativamente mais seguro, embora seja um produto químico, combine-o com uma parte de água. Prefira o sem cheiro para poder detectar melhor o mofo.
  • Água sanitária: Esse é o agente mais forte, e é prejudicial respirá-la diretamente, por isso, use a máscara. Misture uma quantidade com o triplo de água.
  1. Coloque o agente escolhido em um frasco de spray e agite, assim fica mais fácil atingir a área de mofo afetada. Certifique-se que a solução está completamente homogênea.

  2. Pulverize a solução no mofo, mas não encharque a área, já que umidade em excesso pode piorar o problema.

  3. Esfregue a área com uma escova de dente velha ou uma esponja de louça com o lado abrasivo. Permaneça nesse movimento até que não seja possível ver qualquer descoloração ou mofo.

  4. Por fim, seque a área, já que o mofo pode voltar a se desenvolver se ela ficar úmida. Aponte um ventilador para o ponto.

Drywall sem tinta

  1. Para começar, cubra a área e o chão com plástico, pois esporos de mofo podem sair do drywall enquanto você trabalha.

  2. Marque as áreas afetadas com um lápis de desenho. A área deve ser maior que a da própria mancha, abrangendo a extensão de pelo menos dois feixes de parede de madeira por trás do drywall.

  3. Corte a área riscada com uma faca, serrando ao longo da linha e apontando para longe de você enquanto trabalha. Quando o pedaço ceder, remova-o com cuidado e coloque sobre um plástico, deixando o lado do mofo para cima.

  4. Limpe a sala com um aspirador que possua alta potência para remover esporos invisíveis.

  5. Corte uma nova seção de drywall. Use a mesma medida do buraco e encaixe-a.

  6. Fixe essa nova seção com parafusos de drywall e uma chave de fenda.

  7. Aplique por cima o composto comum (ou composto de drywall) para ajudar a juntá-lo com o resto da parede, selando as rachaduras.

  8. Por fim, depois que o composto secar, alise-o com a ajuda de uma lixa.

Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *